segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Startup Entrevista - Beeqo

A rede social para freelancers

Ultimamente tenho visto que as causas que levam as pessoas a empreenderem são as mais diversas, entretanto o que mais me chamou a atenção nesses últimos tempos é quando queremos empreender para resolver algum problema que é o nosso problema.

Não foi muito diferente com Eduardo Farias, idealizador e fundador e uma nova rede social brasileira, o Beeqo.com (sim, pronuncia-se “bico”). Diferente do LinkedIn, o Beeqo não é uma rede social voltada para o mundo corporativo, mas sim com foco em melhorar o networking dos profissionais liberais (freelancers) e facilitar que estes sejam encontrados no mercado.

Problema, idéia e público-alvo

Eduardo é professor de matemática e dava aulas particulares. Então para divulgar seu trabalho ele conversava com outras pessoas e ia divulgando seu trabalho no boca-a-boca, contudo busca por trabalho na vida de um profissional liberal (ou freelas) não é tão simples, já que este depende inteiramente de seus contatos para que possa ser contratado, normalmente por recomendação.

Apesar de saber que já existem dezenas de redes sociais, Eduardo resolveu se aventurar no mundo do empreendedorismo sem nem mesmo saber muito como empreender, mas ele estava pensando mesmo em resolver o seu problema e o de muitos profissionais liberais, permitindo que eles se exponham e recebam recomendações por outras pessoas.

Estruturando o negócio, ou seja, as pessoas

Idealizador de mais um modelo de rede social profissional, o fundador do Beeqo.com não tinha nenhum conhecimento em programação e nenhum nome formado no mundo das startups, mostrando que se queremos empreender não basta apenas ter a idéia, mas também ter uma equipe capaz de executá-la com sucesso.

Por isso, depois de sua idealização e de colocar um pouco no papel, Eduardo partiu para passos práticos, contratando uma equipe de desenvolvedores e posteriormente recrutando uma boa equipe para o negócio. Foi aí que se juntou ao Beeqo, Artur Casals, Daniel Famano e Carlos arruda, cada um especializado nas áreas de tecnologia, finanças e gestão de negócios, respectivamente.

Assim como Diego Borin Reeberg do Catarse falou em sua entrevista ao Startup Diário, “no fim das contas, negócios são sobre pessoas” e assim também Eduardo se preocupa em trazer pessoas de potencial para seu negócio e também estar sempre atento a opinião das pessoas sobre o Beeqo, mantendo canais como Twitter e Facebook abertos para receber feedback dos usuários.

Sugestão de Livro para Empreendedores (TO-BE)

Um dos Best-sellers modernos que em algumas livrarias até fica guardado na seção de auto-ajuda, “O Monge e o Executivo”, é este livro que Eduardo deixa como sugestão para quem quer empreender.

Pensando na máxima de que todos empreendedores devem aprender a liderar e a lidar com pessoas, este é um livro que pode ajudar muitos empreendedores a reverem seus conceitos sobre liderança e obter como resultado maior motivação sobre sua equipe.

O livro evoca bastante a questão de que liderar não é gerenciar, mas servir os seus liderados guiando-os pelos caminhos certos e se sacrificando para que todos possam estar sempre motivados, objetivando sempre alcançar as metas estabelecidas pela empresa.

Segundo o autor: "Liderança é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum."

Esse de fato é um livro que nós do Startup Diário também recomendamos. E se você tem uma sugestão de livro para empreendedores, algo que te ajudou bastante ou se você é empreendedor de sucesso ou que fracassou um dia e não tem vergonha de compartilhar sua expêriencia, envie-nos um email para contato@startupdiario.com.br contando sua história, quem sabe você vira notícia aqui no site.

Grande abraço!

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe conosco sua experiência empreendedora ou envie-nos suas dúvidas e sugestões.

Se você tem vergonha de seu comentário ou de sua idéia, por que acha que nós nos orgulharíamos em publicá-la? Então, por favor, não seja anônimo.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More